Notícias

SALA DE NOTÍCIAS: Novo jornal Papiro será editado por alunos e professores neste sábado

Categoria:

Uni7 Informa

0

Atividade jornalística será marcada pela reformulação do projeto gráfico do periódico, elaborado pelo Núcleo de Design da UNI7

Após meses de encontros, pesquisas, entrevistas e redações, os alunos da disciplina de Produção Integrada de Jornalismo Impresso finalmente poderão ver a conclusão do seu trabalho em um produto jornalístico. Na manhã deste sábado, 28, estudantes e professores se reúnem para a Sala de Notícias, no quinto andar da UNI7 – Centro Universitário 7 de Setembro. É o momento para finalizar a nova edição do jornal Papiro, semestre 2017.2.

Sala de Notícias 2017.1, onde foram finalizadas a revista Matéria Prima e o Jornal Papiro (Foto: Arquivo UNI7)

 

O periódico é resultado de um trabalho que integra redação, diagramação e design gráfico em um mesmo ambiente. A intenção dessa prática semestral é trazer o cotidiano dos jornais impressos para a sala de aula. Para o coordenador do Curso de Jornalismo, Dilson Alexandre, “a Sala de Notícias foi criada para que o aluno pudesse vivenciar a experiência de uma Redação, passando por funções, como designer, repórter, editor de texto e até fotógrafo”.

A professora Ana Márcia Diógenes, editora chefe do Papiro, esteve presente, ao lado dos estudantes durante o período de elaboração de pautas e produção de reportagens. Ela classifica como “diversificado”, o conteúdo final do projeto. “Em termos de conteúdo, ele [jornal Papiro] está bem diversificado, variado. Temos muitas matérias boas nas editorias de Cidade, Política, Economia, Cultura e Esportes. Vemos isso que se estivéssemos reproduzindo um jornal real”.

Momento de apresentação dos professores sobre os trabalhos de edição e diagramação das publicações (Foto: Arquivo UNI7)

A variedade de funções, fato presente na Sala de Notícias, é um atrativo para a aluna Janaína Soares, do 8º semestrede Jornalismo. Ela espera ver a sua matéria em todas as etapas de finalização do jornal. “Ver sua matéria, por meio da diagramação, tomando forma no jornal, faz sentir na prática como devemos agir na empresa que formos trabalhar”, ressalta a estudante.

Outro aprendizado comum ao Papiro é a liberdade que os alunos têm de levar pautas do seu interesse, dentro do padrão editorial do produto. A aluna Cláudia Lemos, do 6º semestre, sentiu tranquilidade em realizar sua reportagem: “Tive a sorte de desenvolver um tema com o qual me identifico, que é a superação ou a convivência com alguma limitação; nesse caso, o medo. Então, desenvolvi a pauta com certa tranquilidade, por estar escrevendo aquilo que gosto e pelas boas fontes”.

NOVO PROJETO GRÁFICO

Uma novidade para esta edição é o novo design gráfico, que promete ser objetivo e esclarecedor para os leitores. O professor Diego Henrique, responsável pela Direção de Arte, comentou sobre essa nova proposta: “O novo projeto gráfico desenvolvido pelo Núcleo de Design Editorial, com orientação do professor Humberto Araújo, foi pensado com o objetivo de deixar as informações ainda mais claras. Os leitores agora recebem o conteúdo dividido por editorias e cada uma delas é identificada por uma cor para facilitar a navegação. Manchas de texto, ventilações, legendas, títulos e todos elementos componentes do projeto gráfico foram pensados para oferecer uma ótima experiência para o leitor”.

Com esse novo resultado, Dilson Alexandre espera que o jornal Papiro cumpra uma função diferenciada para a vida acadêmica: “Colocar-se no lugar do outro, no que chamamos de empatia, e trabalhar em equipe são características bem apreciadas nos locais de trabalho. Um jornalista que pensa melhor sua reportagem, contando com visão do design da informação e sabendo veicular seu trabalho de forma atraente, gera mais valor para sua carreira e para o internauta, leitor e ouvinte”.

Texto: Jonathan Silva (4º semestre – Jornalismo)

Tags: , , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.