Notícias

16ª FEIRA: Futuro das profissões foi tema palestra de encerramento

Categoria:

Uni7 Informa

0

Dia de atividades foi encerrado com previsões sobre o que pode mudar no plano de carreira decidido pelos alunos

Os convidados da 16ª Feira das Profissões tiveram como encerramento das atividades a palestra “Profissões do Futuro”, facilitada pelo professor Marco Aurélio, coordenador do curso de Pedagogia do Centro Universitário 7 de Setembro (UNI7). O encontro aconteceu na última sexta-feira, 25, às 16 horas, no auditório do segundo andar da instituição. A ocasião proporcionou reflexões sobre as mudanças dos setores de emprego.

Marco Aurélio utilizou sua experiência na Pedagogia e Psicologia para relacionar com temas da palestra (Foto: Deisa Rocha)

Até o momento da palestra, o público já havia acompanhado estandes de carreiras de nível superior e demais ocupações. Facilitando a escolha dos estudantes sobre qual carreira seguir, o professor priorizou a vocação como norte. “O ideal é juntar nossas habilidades com nossos interesses. Profissão não é só conhecimento; tem a ver com algo que a gente é”.

Marco Aurélio trouxe casos ligados à sua especialidade para demonstrar que vale a pena ter um perfil empreendedor, mas, alertou. “Todas as áreas de emprego têm que pensar nisso: como eu posso ser empreendedor?”. Para o docente, é preciso que os universitários “percam o medo de ser patrão e busquem evitar ser empregado”.

O palestrante utilizou-se da futurologia (previsão feita por meio de estudos e investigação) para definir o que reserva o mercado de trabalho daqui a alguns anos. Dentro da perspectiva política e econômica do país, ele ressaltou valores que não se restringem somente à competência profissional, como a ética: “você tem que buscar ser ético e ser reconhecido assim”.

“Não tenham medo de ser patrões”, recomendou o professor aos convidados (Foto)

Observando a diversidade de gêneros e realidades sociais que adentram os espaços de trabalho, o professor salientou que “na sociedade complexa de hoje, os problemas são novos. Diversidade de equipe é fundamental”.

A palestra foi encerrada com previsões de áreas que estarão em alta (tecnologia) e em baixa (licenciatura de ciências humanas) futuramente. Em relação ao último caso, no entanto, ele deixou claro que o mercado acadêmico continua em alta.

Público presente era composto, em grande parte, por alunos universitários (Foto: Deisa Rocha)

Depois do momento de reflexão, alunos participaram com perguntas sobre as mudanças na carreira profissional. Aluna do segundo semestre de Psicologia, Lorena Franco de Sá saiu do encontro segura do que quer fazer. “Busco muito a área da pesquisa, com isso busco o mestrado para alcançar a docência. Como ele fala, ainda é uma área com bastante abrangência”.

TEXTO: Jonathan Silva (5º semestre – Jornalismo/UNI7)
FOTOS: Deisa Rocha (4º semestre – Jornalismo/UNI7)

Tags: , , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + dezoito =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.