Notícias

PROJETO: Cinema nos Terminais é adiado com a pandemia do coronavírus

Categoria:

Uni7 Informa

0

O serviço, que visa a democratizar o acesso à cultura cinematográfica de forma gratuita nos sete terminais da Capital, aguarda liberações de controle da pandemia

Devido à expansão da pandemia de Covid-19, em todo o País, governadores têm determinado decretos de quarentena com o objetivo de frear a transmissão da doença. No Ceará, o governador Camilo Santana decretou as primeiras medidas de isolamento social e fechamento dos serviços não essenciais em meados de março. Desde então, a determinação sofreu prorrogações e perdura neste mês de junho.

Com o funcionamento, apenas, dos serviços essenciais na Capital e em todo o Estado, estão em modo stand by projetos culturais como o Cinema nos Terminais, lançado pela Prefeitura de Fortaleza em 2019, e que tinha previsão de inauguração no mês de abril. Este, no entanto, assim como os demais equipamentos públicos de grande circulação, só estarão disponíveis após o controle do contágio acelerado da pandemia.

Em nota, a Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) informou em abril último que, “em função das medidas de segurança tomadas na Capital cearense e no Estado do Ceará contra a pandemia de Covid-19, o calendário de implementação do projeto Cinema nos Terminais se encontra suspenso”. A nota acrescenta ainda que novos prazos serão estabelecidos posteriormente, quando a reabertura de cinemas e de outros estabelecimentos comerciais for considerada segura para a população.

Ilustração digital do projeto Cinema nos Terminais (Imagem: Divulgação/Secultfor)

Cinema nos Terminais

“O Cinema nos Terminais nasce a partir do desejo de construção de um projeto de Política de Cultura para todos, e do compromisso do prefeito Roberto Claudio com a democratização da arte cinematográfica, por meio da instalação de cinemas nos terminais de ônibus de Fortaleza”, enfatiza Gilvan Paiva, secretário da Cultura de Fortaleza. Por meio da instalação de contêineres que servirão de salas de cinema, passageiros poderão optar por um momento de lazer, com programação baseada em filmes de curtas e longas-metragens, de produções locais, nacionais e estrangeiras.

Conforme pesquisa realizada pelo Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), em 2019, o público-alvo são os usuários dos terminais de ônibus. Para ter acesso às salas de cinema, o interessado deve apresentar o Bilhete Único, porém, nenhum valor será descontado do cartão. O estudo também apontou interesse e disponibilidade dos que utilizam coletivos, com foco na faixa etária, os dias preferíveis, os horários e gêneros de filmes mais consumidos. As estimativas de adesão para cada equipamento são: Antônio Bezerra 87%, Conjunto Ceará 89%, Lagoa 88%, Messejana 89%, Papicu 86%, Parangaba 90% e Siqueira 92%.

Gilvan Paiva, secretário da Cultura de Fortaleza (Foto: Thiago Matine/Secultfor)

Para Castro Arnold, 23, estudante de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal do Ceará (UFC), o projeto é positivo não apenas na ótica daqueles que não podem pagar ingressos caros dos shoppings. Mas, também, como forma de resistência e oportunidade por meio das parcerias com a UFC, Vila das Artes, entre outros. “No Ceará, concentramos diretores renomados e talentosos como Karim Ainouz (A Vida Invisível), Guto Parente (Inferninho) e Allan Deberton (Pacarrete). Além deles, temos nós, universitários, que produzimos bastante conteúdo audiovisual na academia.

“Além deles, temos nós, universitários, que produzimos bastante conteúdo audiovisual na academia” – Castro Arnold

Castro Arnold, estudante de Cinema e Audiovisual, atuou em 2 séries e 6 filmes
pela UFC (Foto: Sunslly Marques)

Expansão da Hora Social

De acordo com Paiva, o objetivo do projeto Cinema nos Terminais é levar entretenimento de qualidade aos usuários dos terminais de ônibus, com a possibilidade de “descongestionamento de linhas durante os horários de pico, pois permite que as pessoas sem pressa de chegar ao destino, desfrutem de um bom filme antes de tomar a condução em um horário mais livre”.

Paralelo a essa iniciativa, ações da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza – Etufor trabalham em conjunto para maximizar a experiência do usuário do transporte público. De acordo com Antônio Ferreira, presidente da Etufor, o estudo mais recente realizado pela Prefeitura de Fortaleza com a WRI Brasil Cidades Sustentáveis, apontou que 40% dos usuários utilizam o transporte coletivo entre os horários de pico.

Pensando nisso, estratégias foram desenvolvidas com o objetivo de redimensionar essa demanda do transporte coletivo para horários alternativos. “A Tarifa da Hora Social teve desconto de 20%. Nós duplicamos o tempo de uso e triplicamos o valor do desconto”, ressalta Ferreira.

Antônio Ferreira, presidente da Etufor (Foto: Fátima Belarmino)

Com estimativa de 1 milhão de passageiros utilizando diariamente o transporte coletivo de Fortaleza, a alteração da tarifa gera benefícios para o bolso e conforto para quem utiliza em horários com menor demanda. O serviço é disponível apenas para usuários dos cartões eletrônicos, e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 16h.

SERVIÇO

Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza

Rua Pereira Filgueiras, 4, Centro

Seg à Sex: 8h às 12h e 13h às 17h

Site: cultura.fortaleza.ce.gov.br

Telefone: (85) 3105-1386

Texto: Fátima Belarmino (7º semestre – Jornalismo/UNI7)

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.