Notícias

DIA MUNDIAL DO LIVRO É CELEBRADO EM 23 DE ABRIL

Categoria:

Imagem, Texto, Uni7 Informa, Web

0

A data reforça a importância da leitura para a construção de um mundo melhor

 O Dia Mundial do Livro é comemorado nesta sexta-feira (23). A data foi criada em 1995 pela Unesco, em sua XXVIII Conferência Geral. O dia 23 foi escolhido para homenagear os escritores Inca Garcilaso de la Vega, Miguel de Cervantes e William Shakespeare. Todos, por coincidência falecidos no referido dia. 

Para além de um hobby, a leitura possui um poder transformador. É capaz de salvar vidas e alterar o curso de toda uma sociedade. Ler é um ato revolucionário, e por isso, em certas circunstâncias históricas sua prática foi boicotada por representar uma ameaça a governos tirânicos. Durante a Segunda Guerra, por exemplo, o regime hitlerista protagonizou a queima de vários livros considerados subversivos ao regime. Em contrapartida, onde impera o livre arbítrio hoje, a leitura se faz presente e formando intelectos para o futuro.

Queima de livros em 1933.

Os livros guiam seus leitores para diversos universos.Se alguém procura auxílio para entender melhor a si mesmo, pode recorrer a livros de autoajuda. Está procurando estudar formas de organizar a vida financeira? Também há livros para isso. Ou talvez queria um livro apenas para relaxar? O catálogo de romances é indicado.   Um estudo da  World Culture Score Index constatou que a Índia é o país com maior número de leitores no mundo. Tailândia e China vêm logo depois, em segundo e terceiro lugar respectivamente. No ranking, o Brasil aparece em oitavo lugar. De acordo com a 5ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada em 2019, existem cerca de 100 milhões de leitores no Brasil, o que corresponde a 52% da população. Ainda de acordo com a pesquisa, em números absolutos, esses leitores são não-estudantes (61,2 milhões) e pertencentes às classes C,D e E ( 70 milhões).  Ainda de acordo com a pesquisa é maior o número de leitores entre os que possuem Ensino Superior (68%), da classe A e B (67 e 63%, respectivamente).

(67% E 63%, respectivamente)

A leitura é muito importante para a formação de um indivíduo. Uma pesquisa feita na Universidade de Pádua, na Itália, mostrou que jovens que leem por prazer possuem salários 21% melhores. Outro estudo publicado no periódico Trends in Cognitive Sciences, revista científica americana, mostra que quem lê ficção tem mais empatia pelo próximo. De acordo com o estudo, a leitura desse gênero literário promove um envolvimento emocional com o personagem e assim desperta um maior entendimento das emoções. Mateus Lins, advogado e escritor residente em Fortaleza, dividiu sua percepção sobre a leitura e seus benefícios: “ Ler é uma ação movida pelos atos de interpretar e de criar. À medida que uma sociedade lê e seus indivíduos discutem suas leituras, oportuniza-se o desenvolvimento de habilidades, como raciocínio crítico e pensamento criativo. Habilidades como essas são essenciais para a resolução de problemas cotidianos e questões mais complexas que nos atingem enquanto comunidade.”  Lins também afirma que um Brasil menos desigual socialmente é sinônimo de mais pessoas com acesso à leitura: “ A redução das desigualdades aumenta o poder econômico das famílias brasileiras, à medida que políticas favoráveis à cultura estimulam o crescimento da economia criativa e tornam seus produtos mais acessíveis, dentre eles, o livro. Claro, precisaria ser um caminho ordenado e com passos sequenciais dentro da realidade econômica brasileira.” O escritor ainda dialogou sobre sua visão da leitura digital, nicho cada vez mais presente no mercado literário: “ O que eu verifico com a entrada das plataformas de leitura digital é que elas, em certa medida, facilitam o acesso às obras que antes eram muito caras para serem adquiridas em formato físico, ao mesmo tempo em que também, facilitam o caminho de publicação de novos autores.’

Mateus Lins, autor de “ O Reino de Mira”.

Fica claro que cultivar o hábito da leitura é benéfico na construção do ser humano e de uma sociedade que possui a educação com um de seus pilares. Como diria Paulo Freire, “ É preciso que a leitura seja um ato de amor”.

Texto: Cesar Rodrigues  (3° semestre -Jornalismo/UNI7) 

Tags: , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.