Notícias

Análise do portal da revista Carta Capital a partir das sete características do Webjornalismo

Categoria:

Artigos, Texto, Uni7 Informa

0

Ana Luiza Marques da Silva

Centro Universitário 7 de setembro

Sumário: 1. Introdução. 2. Hipertextualidade. 3. Multimedialidade. 4. Interatividade. 5. Memória. 6. Instantaneidade. 7. Personalização. 8. Ubiquidade. 9. Considerações finais. 10. Referências bibliográficas.

Resumo: O presente artigo tem como objetivo analisar as características do Webjornalismo nas matérias do portal Carta Capital, a partir de embasamento no livro Webjornalismo: 7 caraterísticas que marcam a diferença, organizado por João Canavilhas (2014) e que conta com mais seis autores abordando a temática. As características rompem o jornalismo tradicional e possibilitam novas formas de imersão da notícia no âmbito online, com um Webjornalismo mais contextualizado e dinâmico. 

Palavras-chave: Webjornalismo; Cartal Capital; Internet; Digital; Inovação. 

1 Introdução

A Revista Carta Capital foi fundada em agosto de 1994 pelo jornalista Mino Carta, criador também da revista Quatro Rodas e das semanais Veja e IstoÉ, juntamente com o jornalista Bob Fernandes. Inicialmente com publicação mensal, depois quinzenal e a partir de agosto de 2001, passou a ser semanal. Há 26 anos, a Carta Capital atua com abordagem de variadas temáticas, principalmente política, de forma crítica e analítica. Possuía, no primeiro semestre de 2021, uma tiragem média de 75 mil exemplares.

O Portal Carta Capital advém das inovações tecnológicas, trazidas pela Internet, tornando-se um veículo diário de informação e em tempo real. É o recurso de estar online da revista, que a torna mais acessível à leitura das notícias no cotidiano dos internautas. O portal conta com uma equipe de sete profissionais, dentre eles, editora executiva, repórteres e gerenciadores das redes sociais digitais. No canal, além do conhecimento gerado pelas postagens, entrevistas, conteúdos didáticos e ao vivo, há interação dos internautas nas plataformas digitais. 

A partir dessas particularidades do site, o artigo analisa as sete características do Webjornalismo no portal Carta Capital: Hipertextualidade, Multimedialidade, Interatividade, Memória, Instantaneidade, Personalização e Ubiquidade.

2 Hipertextualidade

A primeira característica abordada no livro é a hipertextualidade, utilizada com frequência ao longo das matérias em formato de hiperligações, que ligam canais relacionados com o assunto abordado. O hipertexto propõe interatividade do leitor com a rede, o que facilita que ele tenha opções de escolha no conteúdo, pelo grau de interesse. 

Salaverría (2005, p. 05) destaca que a “hipertextualidade é a capacidade de ligar textos digitais entre si”, o que faz com que o internauta estabeleça a linearidade da sua leitura, pelo grau de interesse no assunto tratado.  

Ao longo do texto existe também o chamado bloco informativo, que é a junção de textos com imagens, infográficos e sonoras, tornando o texto mais dinâmico e atrativo para o leitor. 

As hiperligações precisam está bem distribuídas ao longo do bloco informativo, como recomendam Nielsen e Morkes (1997, apud João Canavilhas, 2014, p.19) Ou seja, as hiperligações precisam ter distribuição homogênea ao longo do texto, para que funcionem como âncoras e impeçam que o leitor faça uma leitura na diagonal, saltando linhas do texto.

As palavras grifadas, acentuando hiperligações, não devem estar concentradas em um único parágrafo, pois o leitor tende a clicar em cada uma delas e interromper a leitura daquele texto. Os links, quando bem colocados, enriquecem o texto, fazendo com que o internauta não se desloque para outro canal no momento da leitura, e que sejam complementos de informações com o determinado conteúdo.

A matéria da Carta Capital “Sputnik V: Consórcio Nordeste mostra novos documentos e pede que Anvisa libere a importação”, exemplifica o hipertexto. Em torno de todo o texto há a presença de hiperlinks. No lide da matéria estão colocadas palavras em destaque, direcionando o leitor para matérias anteriores, mas que tenham relação com o assunto. (Figura 1)

Figura 1- https://www.cartacapital.com.br/politica/sputnik-v-consorcio-nordeste-mostra-novos-documentos-e-pede-que-anvisa-libere-a-importacao/ com acesso no dia 04/05/2021 às 21:10

Abaixo do lide do texto, há um quadro de hiperligação externa com aviso de “leia também”. O quadro é composto ainda por link de matéria antecessora à que está sendo lida. (Figura 2)

Figura 2- https://www.cartacapital.com.br/politica/sputnik-v-consorcio-nordeste-mostra-novos-documentos-e-pede-que-anvisa-libere-a-importacao/ com acesso no dia 04/05/2021 às 21:10

Esse tipo de matéria pode ser associada à característica da web conhecida por Memória, pois faz com que o internauta relembre os acontecimentos daquela matéria e melhore a percepção do leitor perante a informação.

3 Multimedialidade

O segundo capítulo do livro remete à característica da multimedialidade com abordagem de Ramón Salaverría (2014).  A multimedialidade é visualizada nas matérias como a relação de mídia com linguagem, aderindo ao texto apresentado imagens, vídeos, sons e gráficos.

Salaverría (2005) propõe definir a multimedialidade simplesmente como a combinação de pelo menos dois tipos de linguagens em apenas uma mensagem. Somente com o advento da internet foi que as plataformas digitais ganharam as multimídias em seus meios, permitindo assim, que em uma única mensagem várias formas de linguagens fossem adotadas. Salaverría observa que:

Escritores, fotógrafos, músicos e cineastas utilizavam respetivamente a linguagem própria do seu meio e raramente aparecia alguém que, ao estilo de um Leonardo da Vinci do nosso tempo, explorasse todos os tipos de linguagem em simultâneo. E isto não acontecia apenas por razões de dificuldade técnica; acontecia, também, porque não existia nenhuma plataforma que permitisse a integração de vários tipos de linguagem numa única mensagem. Com a chegada da internet surgiu, porém, uma plataforma que oferecia a possibilidade de combinar simultaneamente múltiplos formatos comunicativos. (SALAVERRÍA, 2014, p. 32)

Na análise do portal Carta Capital esta característica pode ser vista em conteúdos ao vivo, muitos deles acerca de debates políticos. O portal disponibiliza, ainda, imagem e a leitura de cada matéria em formato de áudio. (Figura 3)

Figura 3 – https://www.cartacapital.com.br/politica/renan-rebate-bolsonaro-e-diz-que-todos-serao-investigados-na-cpi/ com acesso no dia 07/05/2021 às 14:20

Figura 4 – https://www.cartacapital.com.br/politica/renan-rebate-bolsonaro-e-diz-que-todos-serao-investigados-na-cpi/ com acesso no dia 07/05/2021 às 14:20

Na matéria “Renan rebate Bolsonaro e diz que ‘todos serão investigados’ na CPI” o repórter acrescentou um conteúdo externo em formato de vídeo, e dispôs na matéria para melhor entendimento do leitor sobre o assunto apresentado. (Figura 4)

4 Interatividade

A interatividade é o recurso que torna mais acessível a comunicação entre os sites e os internautas. Com o advento de novas mídias digitais, os usuários passaram a exercer influência sobre o conteúdo que consomem na internet. 

As variadas formas de interação na web acontecem pela comunicação mediada, na qual o público participa das editorias com suas sugestões e críticas de conteúdos, enviando por e-mail ou redes sociais digitais do portal. Esta possibilidade influi para que a audiência do site seja estimulada por meio da interação do internauta.

A interatividade implica uma certa transferência de poder do meio para os seus leitores. Poder, por um lado, quanto aos caminhos de navegação, recuperação e leitura que podem seguir entre os conteúdos que oferece. E, por outro lado, relativamente às opções para se expressar e/ou se comunicar com outros utilizadores/as. (ROST, 2014, p. 55)

O portal da Carta Capital explora bem a característica de interatividade, o que torna o site atrativo para o leitor. Ao final de todas as notícias é colocada a aba de cadastro de e-mail do leitor, que deixa mais acessível o recebimento de notícias diárias (Figura 5), e ainda um quadro com um hiperlink para assinar a revista, tanto impressa quanto digital, e de doação para o meio.  

Figura 5 – https://www.cartacapital.com.br/saude/maes-enfermeiras-cansaco-medo-e-culpa-marcam-rotina-na-pandemia/ com acesso no dia 09/05/2021 às 14:00

Figura 6 – https://www.cartacapital.com.br/saude/maes-enfermeiras-cansaco-medo-e-culpa-marcam-rotina-na-pandemia/ com acesso no dia 09/05/2021 às 14:00

O leitor também tem a opção de compartilhar as matérias em sua própria rede social digital, bastando estar com o login de rede ativado no meio eletrônico em que está acessado o portal (Figura 7). O site disponibiliza ao leitor a opção Blogs, na barra de editorias, que disponibiliza ao internauta variados assuntos com abordagens feitas por profissionais da área, entre eles educação, religião e psicologia. (Figura 8) 

Figura 7 – https://www.cartacapital.com.br/saude/maes-enfermeiras-cansaco-medo-e-culpa-marcam-rotina-na-pandemia/ com acesso no dia 09/05/2021 às 14:00

Figura 8 – https://www.cartacapital.com.br/blogs/ com acesso no dia 09/05/2021 às 14:00

A Carta Capital tem relevância nas redes sociais digitais: são 820 mil seguidores no Instagram, cerca de 2 milhões no Facebook, em junho de 2021.  Cada meio tem sua particularidade de seguidores, o que também permite a interação dos leitores, com comentários, em enquetes nos stories do Instagram, lives e compartilhamentos. (Figura 9).

Figura 9 – https://www.cartacapital.com.br/ com acesso no dia 09/05/2021 às 14:00

Além disso, o portal de notícias disponibiliza para o internauta contatos para informações, seja para sugestões, participações e do media kit, caso este queira divulgar serviço na revista. (Figura 10)

Figura 10 – https://www.cartacapital.com.br/ com acesso no dia 09/05/2021 às 14:00

A interatividade é uma importante ferramenta de aproximação do público com as mídias digitais, pois rompe a barreira de engajamento entre o produtor e o leitor. 

5 Memória

A memória é um recurso da mídia tradicional que, ao ser adaptada ao ambiente virtual, ganhou novas nuances, como a de sair de um local físico e limitado para um espaço ilimitado no acervo digital, com a vantagem de arquivar documentos que podem ser recuperados e consultados diretamente por todos os meios.

A tecnologia usada na Internet no início do século XXI permite que estes arquivos possam ser acessados tanto pelo produtor da informação, quanto pelo leitor, a qualquer momento e em diferente hora e lugar. Os jornalistas retomam esses arquivos para memorar e tornar o leitor mais próximo de um fato histórico ou data comemorativa em uma nova notícia, como atesta Palácios:

Além disso, são cada vez mais comuns os ‘especiais’ jornalísticos, ‘reportagens de cunho memorialístico’, usualmente comemorativas de datas e eventos históricos importantes, que produzem uma espécie de presentificação dos fatos históricos, algumas vezes, inclusive narrando-os como se estivessem acontecendo na atualidade. (PALACIOS, 2014, p. 98)

No portal da Carta Capital há uma aba de “Procure aqui” em que, com o auxílio de palavra-chave, pode ser encontrada a notícia que se deseja. (Figura 11)  

Figura 11 – https://www.cartacapital.com.br/ com acesso no dia 09/05/2021 às 14:00

Para efeito deste artigo, foi escrito na aba de busca o tema “eleições” e diante da vasta disponibilidade de reportagens, foi analisada a que remetia a uma memória. A reportagem “‘Meio porra louquinha: Lava Jato criticou Moro por interferir nas eleições de 2018”, de 4 de fevereiro de 2021, retoma o assunto de questões políticas de 2018, e tem um hiperlink no primeiro parágrafo da notícia para uma matéria antecessora, a “delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci”.  (Figura 12)

Figura 12 – https://www.cartacapital.com.br/politica/meio-porra-louquinha-lava-jato-criticou-moro-por-interferir-nas-eleicoes-de-2018/  com acesso no dia 09/05/2021 às 14:00

É fundamental da característica memória, a possibilidade que as editorias têm de propor para o leitor a gama de conteúdos de determinada temática para melhor compreensão.  

6 Instantaneidade

No jornalismo, a instantaneidade tem a ver com o imediatismo em que é produzida a notícia e com a velocidade em que ela alcança várias pessoas ao mesmo tempo. Mas, por conta disso mesmo, a informação precisa ser objetiva e concisa para o leitor dar credibilidade ao meio.

Sobre o tema, Paul Bradshaw (2014) aborda a velocidade como sendo algo intrínseco ao jornalismo e a notícia como algo novo para alguém, o que significa ser o primeiro a contar o fato ocorrido à audiência.

O comportamento do consumidor de notícias mudou a partir das inovações tecnológicas, que trouxe consigo o jornalismo participativo, a partir da possibilidade do leitor poder compartilhar de maneira instantânea o que lê. Este tipo de jornalismo é visto no portal da Carta Capital pela abrangência de meios em que disponibiliza as notícias. Além de compartilhar, o público pode fazer parte da composição de informações, sugerindo abordagens multimídias que podem ser complementos de determinada publicação. 

Outro recurso de instantaneidade são os momentos ao vivo, quando o portal disponibiliza o link em sua primeira página, com ligação para o YouTube da Carta Capital. (Figura 13)

Figura 13 – https://www.cartacapital.com.br/ com acesso no dia 18/05/2021 às 11:30  

Com a rotina cada vez mais veloz dos indivíduos, o veículo que noticia de forma objetiva e imediata determinado assunto, fica no topo da busca dos usuários. 

7 Personalização

O Webjornalismo acontece em múltiplas plataformas digitais para melhor acessibilidade do leitor. O recurso personalização é visto nos meios sociais digitais como um processo de individualização, em que cada leitor pode fazer a customização do site como preferir. 

Pela disponibilidade de informações da internet, os meios de comunicação disponibilizam o local de newsletter, já abordada em interatividade, que é o recurso onde o usuário pode cadastrar seu e-mail e indicar sobre quais assuntos deseja receber manchetes e notícias de forma diária.

Mirko Lorenz (2014), ao abordar esta característica no livro sobre as sete características do webjornalismo, afirma que o meio que detém a personalização não precisa trabalhar de forma uniforme, e sim ofertar variedade de temáticas para o leitor se beneficiar de acordo com sua necessidade.

No portal é possível identificar esta característica por meio das tags que são expostas no final de cada matéria, com palavras destacadas que fazem hiperligações para complementar a leitura com matérias correlacionadas. (Figura 14)

Figura 14 – https://www.cartacapital.com.br/mundo/confrontos-entre-israel-e-palestinos-deixam-50-mortos-e-aumenta-temor-de-guerra-em-larga-escala/ com acesso no dia 12/05/2021 às 15:30

Ainda podemos observar a personalização na divisão de editorias e na forma de layout próprio que cada plataforma dispõe, para facilitar o acesso do internauta. Um exemplo é a forma como as editorias são expostas no site, tanto para o computador (Figura 15) como para o aparelho de celular (Figura 16).

Figura 15 –  https://www.cartacapital.com.br/ 

Figura 16 – https://www.cartacapital.com.br/ 

C:\Users\Familia-PC\Downloads\WhatsApp Image 2021-05-17 at 12.57.37.jpeg

A característica da personalização nas editorias remete ao processo de individualização de cada leitor, pois consiste na seleção dos conteúdos de acordo com a necessidade e interesse do usuário. 

8 Ubiquidade

A sétima característica do Webjornalismo trata da ubiquidade. Com o mundo cada vez mais conectado, a mídia tem se tornado também mais ubíqua, ou seja, tudo que se vê na internet é capaz de ser encontrado simultaneamente em todo meio digital, de qualquer lugar e o tempo todo. Os internautas têm acesso interativo nas plataformas em tempo real, podendo visualizar, opinar e sugerir conteúdo.

A partir do século XXI, com o avanço da mídia digital, o rádio, antes utilizado como o meio mais instantâneo da imprensa, ficou de lado e deu espaço às redes sociais digitais, como propagação de informação de forma simultânea e mais rápida.   

De acordo com a Carta Capital, o site registrou em março de 2021 um recorde de audiência, “foram mais de 8,7 milhões de usuários únicos e mais de 28,4 milhões páginas visualizadas”.

Figura 17 – https://www.cartacapital.com.br/politica/site-de-cartacapital-bate-recorde-de-audiencia-em-marco-e-ultrapassa-os-87-milhoes-de-visitantes-unicos/ com acesso no dia 12/05/2021 às 16:00

Com a internet, além do jornalista, cidadãos também podem se tornar repórteres, tendo vez na produção de conteúdos e compartilhamentos nas plataformas digitais para o mundo inteiro, apenas com um aparelho móvel. 

A ubiquidade também se remete à geolocalização, recurso esse favorável para a plataforma dispor da localização em tempo real da produção do conteúdo. O serviço de localização pelo GPS nos dispositivos e o uso de aparatos tecnológicos como drones e câmeras em locais públicos, reduzem a privacidade do indivíduo hoje em dia. 

9 Considerações finais

A análise das sete características de Webjornalismo no portal Carta Capital possibilitou observar, na prática, os conhecimentos teóricos estudados em sala de aula e na leitura do livro organizado por João Canavilhas (2014). O portal aborda todas as características, com amplas ferramentas de interação com o público, entretanto alguns recursos de web são pouco explícitos, o que demandou uma atenção maior na busca por exemplos.

O artigo abordou a relação de um jornalismo antes e depois do século XXI, mostrando que, com as inovações tecnológicas, as mídias ganharam novas nuances e a cada passo contribuem com uma didática mais moderna para a web. Essa proposta de analisar os meios e comparar o seu desenvolvimento permite ver o ambiente midiático em constante mudança, e observar os demais meios digitais em busca da identificação dessas características.   

10 Referências bibliográficas

CANAVILHAS, JOÃO. Webjornalismo: 7 caraterísticas que marcam a diferença. (2014) Disponível em: https://labcom.ubi.pt/livro/121 

FERRON, VERÔNICA. As sete características do Webjornalismo. Disponível em:  https://medium.com/@veronicaferron/as-sete-caracter%C3%ADsticas-do-webjornalismo-1fb0f2753607 (18 de outubro de 2018)

Portal da revista Carta Capital disponível em: https://www.cartacapital.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + dois =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.