Notícias

DEZEMBRO VERMELHO: CONSCIENTIZAÇÃO E PREVENÇÃO À AIDS

0

O mês de dezembro é marcado pelo combate e conscientização do HIV, Aids e IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis)

Legenda: criação de Hyago Felix

Desde o ano de 1987, o dia primeiro de dezembro é caracterizado como Dia Mundial de Luta contra a Aids, a partir da decisão tomada pela Assembléia Mundial de Saúde com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). Durante todo o mês campanhas de prevenção, assistência, testagem e proteção aos direitos humanos das pessoas que vivem com o HIV são intensificadas em todo o mundo. No Brasil, a data foi adotada um ano depois, e o Sistema Único de Saúde (SUS), tornou-se referência internacional no tratamento do HIV/Aids.

Após ser protagonista do século 20, a Aids não está mais na lista das principais doenças do século 21, graças aos avanços científicos alcançados no mundo. Mas apesar da preocupação do governo brasileiro com a contenção da doença, entre os anos de 2010 e 2018, o país teve aumento de 21% no número de casos entre jovens do sexo masculino, com idades entre 20 e 24 anos, segundo dados divulgados pelo Programa Conjunto da ONU para HIV/Aids.

Segundo o médico infectologista Matheus Mota, os jovens nessa faixa etária se expõem a mais riscos, por terem vida sexualmente mais ativa e sem nenhum método de proteção. O médico complementa explicando que apesar do vírus não ter cura, começar um tratamento precocemente é benéfico tanto para a saúde do paciente e para a não proliferação do vírus em outras pessoas.

O que é a AIDS?

A Aids é um efeito colateral causado pelo vírus HIV, e não necessariamente, a pessoa contaminada pelo vírus desenvolve a doença. O vírus é transmitido a partir de mucosas e sangue infectado. Então é importante atentar para o uso de preservativos durante as relações sexuais e evitar o compartilhamento de agulhas e seringas contaminadas. Dois outros pontos também devem ser levados em consideração: a transfusão de sangue, que só deve ser realizada através de pessoas credenciadas e os cuidados na transmissão vertical, aquela passada de mãe infectada para o bebê. 

O mês de dezembro também alerta para outras ISTs, Doenças Sexualmente Transmissíveis como Sífilis, HPV, Gonorreia, Herpes Genital e Hepatite B ou C.  

O aluno Vitor Siqueira fala sobre o dezembro vermelho com a participação do Médico Infectologista Matheus Mota

Texto: Monike Lima (2º semestre – Jornalismo/ UNI7) 

Áudio: Vitor Siqueira (4º semestre – Jornalismo/ UNI7)

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − dezesseis =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.