Notícias

RESENHAS LITERÁRIAS: Escrever para a internet como enfoque de produção

  • Foto Gabriela Bevenuto 2
  • Foto Gabriela Bevenuto
  • Foto Gabriela Bevenuto 3
Categoria:

Uni7 Informa

0

Gabriela Bevenuto, aluna do curso de Jornalismo da UNI7, expressa opinião e visão do mundo cristão por meio de canal do Youtube

Produzir durante a graduação é tarefa primordial para quem quer se destacar no mercado e criar um bom portfólio profissional. A estudante Gabriela Bevenuto, do primeiro semestre do curso de Jornalismo, do Centro Universitário 7 de Setembro (UNI7), já promete ser destaque no meio acadêmico. Ela, que produz resenhas literárias para seu canal no Youtube “Sobre Teologia” e dicas de livros em suas redes sociais, já conta com mais de 3.000 inscritos e 49 vídeos publicados em seu canal, além de mais de 18.000 seguidores em sua página no Instagram, “@sobreteologia”.

A estudante, que sempre foi apaixonada por literatura, revelou que as influências que a levaram a essa aproximação com os livros sempre estiveram presentes em sua vida. Ela diz reconhecer as influências que a fizeram se apaixonar pelos livros em sua tia, que estimulou os primeiros contatos de Gabriela com obras de autores como Maurício de Sousa, com a “Turma da Mônica” e Pedro Bandeira, com a série “Os Karas”.

Lembra que foi incentivada para a leitura por esta tia. Desde criança ganhava livros que a tia mantinha no quarto ou mesmo que ela comprava para a sobrinha. “Daí eu comecei a ler, por causa da Turma da Mônica, lendo revista em quadrinhos e também lendo Pedro Bandeira. Isso me incentivou bastante”.

Como produtora de conteúdo com resenhas literárias, diz, também, que a ideia de criar um projeto para a internet, pautado em resenhar livros, surgiu de uma necessidade pessoal de se comunicar com mais pessoas, sobre as obras que estava lendo. E ainda de debater sobre os livros com pessoas que a acompanhavam nas redes sociais. Gabriela também falou sobre a sua maior afeição pela literatura cristã e sobre como esse viés literário a ajudou a entender melhor a bíblia.

“Queria ter com quem falar dos livros. Quando tinha 15, 16 anos comecei a ler mais livros cristãos. Sempre fui cristã, mas quando cheguei nessa idade, comecei a ler livros sobre cristianismo mais sistematicamente. Não só a bíblia, mas também livros que me ajudassem a entender algumas coisas da bíblia”. O desejo de Gabriela era falar com outras pessoas sobre isso e, às vezes, não tinha tantas pessoas com quem conversar. “Acabei criando a página no Instagram pra conseguir alcançar mais pessoas sobre um livro que estava lendo naquele momento”, explicou.

Ao ser questionada sobre as experiências e dificuldades de produzir conteúdo para a internet, durante esses quase três anos de existência do canal, a estudante observou que, “é uma troca muito legal produzir conteúdo para a web, porque fui lá, comecei a fazer as resenhas, porque queria encontrar pessoas que tivessem os mesmos gostos, e passo a receber todas as ideias dessas pessoas”. E em relação a produzir conteúdo, teve que se aperfeiçoar para ser mais clara, para tentar passar a mensagem da melhor forma. Tive, então, que aprender algumas coisas sobre internet, fotografia e até questão de escrita mesmo.

As resenhas literárias, que são enfoque no canal da estudante e desempenham um papel de destaque na formação da opinião do seu público sobre determinadas obras, têm sua função reconhecida por Gabriela. É por meio das resenhas que consegue estimular debates em seu canal, avaliar livros, e certificar boas leituras para os que a acompanham.

“É muito importante você ter uma ideia do livro antes de comprar ou gastar dinheiro naquele livro. Você ter uma ideia se é realmente aquilo que quer ler, o que é um benefício enorme pra quem consome resenhas”, justificou, acrescentando que ouve muito isso das pessoas, que às vezes elas têm contatos com assuntos que nem ligavam e nem achavam importante, livros que nem conheciam e que, por meio das resenhas, tiveram esse “despertamento” ou até mesmo descobriram novos autores.

Sobre os benefícios que esse projeto poderá trazer para a vida profissional como jornalista, afirmou que o canal existia antes mesmo de cogitar cursar jornalismo e que, inclusive, o seu canal no Youtube foi um dos fatores que a levaram ao curso. Contou, também, que o amor pela comunicação sempre existiu e que acredita que tanto o jornalismo irá ajudar no seu desempenho em seu canal no Youtube, como as próprias experiências proporcionadas pelo seu projeto irão ajudá-la futuramente como jornalista.

Novas perspectivas
Com a dimensão que o canal da universitária assumiu na internet em três anos de existência, a presença de um público fiel ao seu conteúdo é percebida. Resenhar livros, exibir uma opinião e interagir ativamente nas redes sociais com seus seguidores, por meio de suas postagens e “stories” no Instagram, permitem que a estudante agregue um número cada vez mais significativo de pessoas em torno de sua grande paixão, que é a literatura.

Em meio a essa rede que acompanha o canal, pessoas de diferentes lugares reconhecem a sua importância como referência. A estudante do Ensino Médio Thayna Rayanee, 15, de Pernambuco, que acompanha o trabalho de Gabriela, destaca a importância que o canal desempenha para os leitores. Segundo a estudante, o canal da universitária acaba sendo um meio de exibição de bons livros, novas ideias e dicas que contribuem para uma construção humana mais significativa. Além disso, Thayna também diz acreditar que, as dicas do canal ajudam muitos jovens, como ela, a conhecer boas e novas leituras.

Thayna Rayanne está inscrita no canal “Sobre Teologia” – Imagem: Reprodução/ via Instagram

Em relação aos livros, a pernambucana diz que “simplesmente” amo, pois confia nas indicações. Diz que Gabriela está sempre repassando novas sugestões de livros que são bem edificantes. “A divulgação que ela faz me ajuda e tenho certeza que ajuda outras pessoas a conhecerem uma boa literatura. Aprecio a dedicação dela, pois em meio a tantas responsabilidades, sempre arruma um tempinho pra fazer boas leituras e conseguir com que novas pessoas amem e leiam livros”, ressalta.

O estudante Lucas Monteiro, também de Jornalismo da UNI7, passou a acompanhar as produções da universitária recentemente, após conhecer a estudante na faculdade que frequentam. As resenhas literárias, para ele, são de grande importância, pois o auxiliam na compra de livros e na formação de opinião prévia sobre determinada obra, reconhecendo a credibilidade das críticas da universitária, no consumo ciente e bom da literatura. Ele diz gostar da confiança que ela transmite sobre o material que analisa e dá dica.

Lucas Monteiro é amigo da estudante e inscrito do canal ”Sobre Teologia” –
Imagem: Reprodução/ via Instagram

Monteiro considera muito importante a pessoa levar em consideração as críticas a determinado livro, antes de gastar dinheiro com algo que não goste. “Penso que por ela ter mais propriedade para falar sobre livros, consegue indicar boas leituras e estimular uma visão sobre aquela determinada obra”.

Texto : Nathan Silva (2º semestre – Jornalismo/UNI7)

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *