Notícias

JORNALISMO ESPECIALIZADO: Repórter dá dicas a estudantes que têm interesse na área esportiva

Categoria:

Uni7 Informa

0

André Victor Rodrigues, do jornal O Povo, fala sobre convergência de mídias em coberturas de eventos esportivos

O repórter comentou que apesar de ser um tipo de jornalismo especializado, o esportivo tem que ser democrático, para que todos os leitores entendam (Foto: Daniel Silva)

O repórter comentou que apesar de ser um tipo de jornalismo especializado, o esportivo tem que ser democrático, para que todos os leitores entendam (Foto: Daniel Silva)

Estudantes de Jornalismo da Faculdade 7 de Setembro (FA7) tiveram a oportunidade de saber mais sobre as técnicas e o modo de fazer jornalismo esportivo com quem é especialista no assunto. André Victor Rodrigues, repórter do núcleo de Esportes do jornal O Povo e ex-aluno da FA7, falou sobre o dia a dia na redação e de suas experiências em coberturas de eventos esportivos, dando dicas para quem quer se dedicar a este segmento.

No encontro, que aconteceu na aula de Jornalismo Especializado II, da professora Ana Márcia Diógenes, André falou que no início da vida acadêmica, se interessava mais pelo jornalismo cultural, tanto que foi tema de seu trabalho de conclusão de curso. Mas, bastou começar a viver a rotina de uma redação, no quarto semestre, participando do curso Novos Talentos do O Povo, que ele se encantou pela editoria de esportes, principalmente porque “existe uma grande possibilidade de pautas, o básico não basta”, explicou o repórter.

O jornalista falou sobre como publicar conteúdos do mesmo assunto em meios diferentes, destacando a importância da convergência de mídias para o leitor fanático. André ressaltou que o leitor não se contenta apenas com o texto do jornal impresso. Assim, coberturas em tempo real, utilizando as mídias sociais, como o Facebook e Instagram, para a publicação de vídeos, fotos e legendas são muito eficientes. Elas acabam ajudando o próprio jornalista a organizar suas ideias na hora de escrever o texto final.

André também comentou que apesar de ser um tipo de jornalismo especializado, o esportivo tem que ser democrático, para que todos os leitores entendam. A estudante do sexto semestre, Natasha de Souza, achou fundamental a dica que o repórter deu. “Percebi que ao produzir a matéria, devemos nos importar com aqueles que não entendem tanto o universo do esporte, ou seja, simplificar o conteúdo”, disse a estudante.

Ana Clara Jovino
5º semestre

Tags: , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *