Notícias

CASTELÃO: Memorial com artefatos que lembram história do futebol cearense

  • Legenda 1
  • Legenda 2
  • Legenda 3
  • Legenda 4
  • Legenda 7
  • legenda 8
Categoria:

Uni7 Informa

0

Viagem ao passado com os pés no presente, estádio expõe fotos de jogadores que marcaram época, camisas de times, e troféus importantes para o cenário esportivo cearense

Poucos sabem, mas a Arena Castelão possui um equipamento público com itens exclusivamente dedicado ao futebol cearense: o Centro Cultural Etevaldo Nogueira. Além do museu, é possível fazer uma visitação pela sala de imprensa, vestiário e campo do estádio. Segundo Hortência Costa, 31, responsável pela visita guiada da Arena Castelão, a ideia surgiu durante a reforma do estádio para Copa do Mundo no Brasil, em 2014.

No começo, o memorial era administrado pelo ex-jogador Mirandinha, com passagens por Ferroviário e Fortaleza. Sendo o primeiro jogador cearense a jogar por um time inglês (Newcastle-ING), ele era responsável por colher o material que seria exposto no centro cultural.

O visitante além de acesso as relíquias do futebol cearense, ainda é informado pela acompanhante Hortência sobre histórias e curiosidades do estádio. A visitação ainda traz uma nostalgia. Logo no início do espaço, estão expostas as antigas cadeiras do estádio. É possível ainda encontrar camisas dos times locais e algumas réplicas, inclusive as que marcaram época, como do Calouros do Ar, fundado em 1952, e Maguari, de 1924.

Geralmente, na quarta-feira, o equipamento é reservado para visitação de escolas públicas. Atualmente a Arena Castelão está sob a responsabilidade da companhia francesa Luarenas até final do ano, e não se sabe como vai ficar o futuro do espaço cultural na próxima gestão.

O gramado
A guia comenta que, quando os turistas chegam à parte da visita ao campo ficam impressionados com o cuidado e a beleza da grama do estádio. O zelo faz jus à fama, a arena foi considerada o melhor gramado dentre os estádios da Copa no Brasil, segundo a própria guia do estádio.

Os cuidados com o campo são divididos entre David Oliveira, 22, auxiliar de jardinagem e outro ajudante. David Já cuida da grama do estádio há um ano e cinco meses. Ele não esconde a felicidade de cuidar da grama de um estádio da Copa do Mundo. Apesar disso, ele revela algumas dificuldades. “O mais trabalhoso é quando há jogos em dias seguidos. A grama fica muito desgastada e temos que cortar (grama), pintar, tapar buraco, trocar as redes (do gol), é bem mais corrido”.

O estádio possui também restaurante que abre diariamente, nos dias de jogo são servidos salgados e lanches rápidos

Restaurante
Se depois da visita o museu bater aquela fome, o estádio possui um restaurante no andar superior. Jean, 27 anos, um dos donos do restaurante “Bolsa Nova By Brandonys”, comenta que os clientes sempre se agradam por conta da vista, da música ao vivo no piano, e do estacionamento seguro da arena. Em dia de jogo, o restaurante troca o cardápio e fornece salgados e lanches rápidos.

Serviço
Centro Cultural Etevaldo Nogueira
Arena Castelão
Segunda à sexta-feira: 9h às 11 horas e 15h às 16 horas
Entrada: R$ 10,00
Agendamento: (85) 3304-4501

Restaurante Bossa Nova By Brandonis
Avenida Alberto Craveiro, 2901
Arena Castelão – entre os portões de acesso ao estádio “K” e “N”
Diariamente: 11h30 às 15 horas

Texto e fotos: Paulo Victor (5º semestre – Jornalismo/UNI7)

Tags: , , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *